Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Middle Way

Blog humanitário e reivindicativo da liberdade e felicidade de todos, até do próprio planeta.

Blog humanitário e reivindicativo da liberdade e felicidade de todos, até do próprio planeta.

28
Dez17

A Salsa mimada

JR

1447943642497.jpg

 

Chegou a casa em meados do Verão de 2013. Pequenina. Pêlos eriçados. Orelha direita pendente.

Medrosa, escondendo-se em todos os recantos. Olhos redondos e escuros, lacrimejantes.

 

Aos poucos, foi-se aproximando. Pata-ante-pata, passos curtos hesitantes. Narizinho posto no ar, sorvendo os cheiros, ainda estranhos.

Chorou toda a primeira noite. Mas apenas essa.

 

Depois, conquistou o espaço. A caminha, o azulejo da cozinha e a madeira da sala. Fez dos seus brinquedos amigos, correndo com o seu porquinho laranja por toda a casa. Uma bola de pêlo rebolando no soalho. Passou a dormir tranquila. Começou a levantar a orelhita.

 

DSC_0460.jpg

 

 

DSC_0505.jpg

 

IMG_20140928_150908.jpg

 

 

A Salsa preencheu a nossa pequena família. Deu-lhe vida e energia mas, ao mesmo tempo, paz e carinho nos momentos cansados. Minúsculos abraços felpudos.

 

Por isso mesmo, quando comecei a pensar em fazer actividades em família, a Salsa fez sempre parte da equação. A chegada da bebé roubou-lhe um pouco do protagonismo, mas não do amor. Chegará o dia em que ela vai perceber que as novas aquisições da família significam um multiplicar de carinho.

 

Este Natal, a Salsa teve direito a biscoitos caseiros feitos por mim e pela bebé: chicletes de banana biscoitos de abóbora e batata doce.

A inspiração veio daquidaqui.

 

Ela adorou! Principalmente os biscoitos de abóbora, devorando-os electricamente.

 

Chicletes de banana:

- duas bananas maduras;

 

Cortar as bananas em tiras longitudinais fininhas e dispô-las num tabuleiro forrado a papel vegetal. Levar ao forno a 100ºC durante 1h30-2h até desidratarem, mas sem as deixar ficar crocantes. 

Ficam com uma certa consistência elástica, sendo mais difíceis de roer.

 

Biscoitos de abóbora e batata doce:

 

Ingredientes:

- 200g de farinha de arroz

- pequena pitada de canela

- 220g de puré de batata doce

- 100g de puré de abóbora

- 110 mL de água

- 1 ovo

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Numa taça grande, misturar a pitada de canela à farinha de arroz.

Num recipiente à parte, juntar o puré de batata e o puré de abóbora ao ovo é àgua e misturar bem.

Lentamente, juntar o preparado húmido à farinha e bater até formar uma massa consistente.

Num tabuleiro forrado a papel vegetal ir dispondo, com cerca de 1 cm de intervalo, pequenas bolas moldadas do preparado obtido anteriormente. Pode-se decorar a bola com um garfo para lhe dar uma aparência mais divertida.

Levar ao forno durante 20 minutos.

Deixar arrefecer antes de dar ao seu amigo patudo. Dessa forma vão-se tornar mais crocantes.

 

IMG_20171212_235732.jpg

 

IMG_20171212_235930.jpg

 

Não menos importante, têm a vantagem de não ter embalagem!

Devem ser consumidos rapidamente. Caso contrário, o melhor é congelar uma parte para dar mais tarde. Deixei estragar alguns dos meus...

 

Que miminhos dão aos vossos animais?

 

 

Follow
13
Dez17

Bolo de gengibre e uma Dracaena

JR

A semana começou com a casa a cheirar a Natal.

 

Os dias que, apesar de solarengos, têm estado frios pedem calor e aconchego. Sabe bem chegar a casa e vestir roupas quentinhas. Sabem bem bebidas quentes bebidas sem pressa, abraços apertados embrulhados em mantas no sofá. O acto de cozinhar, principalmente quando partilhado, gera calor. O forno ligado, o cheiro quente a especiarias. A azáfama na cozinha. 

 

Os bolos e bolachas de gengibre e especiarias são a prova inquestionável de que o Natal se está a aproximar. A partir do momento que o aroma delicioso se alastra por todas as divisões, instala-se uma vontade clara de ligar o rádio e dançar ao som de Christmas carols. 

 

Foi assim cá por casa.

 

E o bolo foi este.

 

IMG_20171210_204249.jpg

 

Bolo de Gengibre e Especiarias (receita original aqui)

 

Ingredientes

 

Para o bolo:

- 200g de farinha com fermento

- 2 colheres de chá de canela em pó

- 1 colher de chá de cravinho em pó

- 2 colheres de sopa de gengibre fresco ralado

- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

- 100g de manteiga derretida

- 120g de açúcar moreno

- 100g de puré de maçã 

 

Para a cobertura:

- 3 colheres de sopa de manteiga

- 300g de açúcar em pó

- 60g de queijo creme

- 1/2 colher de chá de aroma de baunilha

- 5 colheres de sopa de leite

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC e untar uma forma.

Numa taça média, misturar a farinha, a canela, o cravinho, o gengibre e o bicarbonato de sódio até terem uma distribuição homogénea.

Numa taça grande, bater bem a manteiga, o açúcar e o puré de maçã.

Juntar, lentamente, os ingredientes secos aos ingredientes húmidos e bater bem até obter uma massa cremosa.

Verter o conteúdo na forma e levar ao forno durante cerca de 40-45 min. ou até passar no teste do palito.

Retirar do forno e deixar arrefecer.

 

Entretanto, numa taça média, batem-se todos os ingredientes da cobertura até se obter um preparado sedoso que deve ser vertido sobre o bolo já arrefecido. 

 

Muuuuito bom!

 

IMG_20171210_221856.jpg

 

Aproveito, também, para vos apresentar a nova habitante desta casa!

 

IMG_20171211_175149.jpg

 

A nossa Dracaena!

Follow
11
Dez17

Laranja e chocolate

JR

Acho que nunca tinha mergulhado assim no Natal.

Ele não existe, apenas. É criado por mim, por nós, pela nossa família. Dia após dia.

Como qualquer outra história, vai ganhando forma e conteúdo. As cores e os cheiros intensificam-se. A casa fica cada vez mais aconchegante.

 

A pequenina vai familiarizando-se com o Natal. Parece que se vão dar bem.

 

Os últimos dias foram bastante activos, graças ao nosso divertido calendário do advento. Não só fomos conhecer a Vila Natal de Óbidos, mágica para as crianças, como também tivemos a oportunidade de decorar a nossa casa com laranjas, cozinhar um delicioso bolo de gengibre e adoptar uma planta nova. Enquanto escrevo estas linhas, saboreio um incível chocolate quente, tão bom quanto calórico. 

...mas é Natal e merecemos.

 

IMG_20171210_143651.jpg

 

 

Laranjas desidratadas

 

Decidimos desidratar laranjas e utilizá-las na decoração da nossa casa. Ficaram lindas! O processo é fácil, mas demora tempo.

 

Ingredientes:

- duas laranjas médias

- açúcar em pó qb

 

Basta cortar as laranjas às fatias, o mais fino possível, tentando manter a sua forma circular intacta. Posteriormente, secam-se as fatias em panos de cozinha.

Polvilham-se ambos os lados das fatias de laranja com açúcar em pó e, de seguida, distribuem-se as mesmas num tabuleiro de ir ao forno forrado a papel vegetal.

Vão ao forno a uma temperatura de 100ºC, durante 3 horas. De tempos a tempos, devem-se virar as fatias, de modo a obter uma desidratação uniforme.

Depois...é só dar asas à imaginação!

 

IMG_20171207_171052.jpg

 

IMG_20171207_213211.jpg

 

IMG_20171207_221039.jpg

 

IMG_20171207_220852.jpg

 

IMG_20171207_221608.jpg

 

IMG_20171207_224540.jpg

 

 

Chocolate quente mega calórico (mas incrível):

 

Acreditem, vale a pena experimentar! Principalmente no Natal. 

Vá...talvez, também, na Páscoa. 

 

Ingredientes:

- 200mL de leite meio gordo

- 120g de chocolate negro (mínimo 70% de cacau) cortado em pequenos pedaços

- 100g de natas

- açúcar a gosto (opcional)

- 1/2 colher de chá de café solúvel

 

Numa panela pequena, aquece-se em lume médio o leite, as natas, o açúcar e o café. Retira-se do calor pouco antes de levantar fervura (quando começam a formar-se umas pequenas bolhinhas na periferia). Nessa altura, adiciona-se o chocolate em pedaços e vai-se mexendo até que fique todo dissolvido. 

Se pretenderem uma consistência mais espessa, basta adicionar mais chocolate.

 

Aquece o corpo e a alma.

 

IMG_20171211_233725.jpg

 

 

Prometo, em breve, apresentar-vos a nova inquilina desta casa. E, também, partilhar a receita do nosso bolo de gengibre, que tem sido um sucesso.

 

Até lá, que tenham dias felizes!

 

 

 

Follow
05
Dez17

Plasticina de Maizena e outras ideias giras para os miúdos

JR

Dias de ida ao hospital são sempre mais atribulados. Por isso, hoje, tivemos de adiar a atividade do nosso calendário do Advento. Desta forma, amanhã vamos cumprir não uma, mas duas actividades! 

 

Tem sido uma experiência maravilhosa! Por um lado, quero que a bebé comece a ver toda esta azáfama boa como rotina de Natal. Quanto a mim, tenho descoberto alguns dotes escondidos e, confesso, tem-me dado prazer criar coisas de raíz, com as minhas próprias mãos. Acima de tudo, temo-nos divertido imenso!

 

Há uns dias atrás fizemos neve de moldar (uma espécie de plasticina). Faz-se, literalmente, em menos de 5 minutos com ingredientes que quase toda a gente tem em casa (ou fáceis de adquirir).

 

IMG_20171203_111606.jpg

 

IMG_20171203_111719.jpg

 

Como fazer?

 

IMG_20171203_113602.jpg

 

- Basta misturar partes iguais de amido de mido (farinha Maizena) e loção corporal! Done! Para ficar a parecer neve, convém usar um creme de corpo de cor branca. Nós juntamos, ainda, uns brilhantes comestíveis que eu tinha cá em casa e umas gotinhas de óleo essencial de pinho para lhe dar um toque mais florestal. 

Quando se começa a misturar os ingredientes com a mão, o preparado é, inicialmente, um pouco pegajoso, colando-se aos dedos. Mas, quando bem misturado, parece plasticina! 

Tanto dá para esfarelar como moldar! - Tal e qual a neve! (principalmente após guardar a plasticina no frigorífico umas horas...)

Tem, ainda, a vantagem de deixar as mãos extremamente hidratadas. 

 

Para acompanhar esta tarefa, fizemos uns chips de couve Kale. Crocantes! 

 

IMG_20171203_122235.jpg

 

Basta ripar as folhas da couve e dispô-las num tabuleiro, regar com azeite e temperar com sal e pimenta. Vão ao forno pré-aquecido a 150ºC durante uns 5 minutos. 

Fácil. Muito Fácil!

 

Por fim, a manhã de ontem foi passada na apanha da pinha! 

Exactamente...o objectivo era ir apanhar pinhas, folhas, ramos...enfim, o que nos chamasse à atenção, para, depois, decorarmos a nossa casa de forma natural e sem desperdício. Fomos, alegremente, brindadas com um dia lindo de sol.

Eis o resultado...

 

IMG_20171205_223358.jpg

 

IMG_20171204_131912.jpg

 

IMG_20171204_192712.jpg

 

IMG_20171204_192613.jpg

 

IMG_20171204_192939.jpg

 

 

E por aí? O que andam a fazer com as vossas crianças? (Ou com as crianças que há em vocês...?) 

Follow
02
Dez17

Os dois primeiros dias do Advento

JR

Num dos últimos posts partilhei algumas ideias para um Natal mais sustentável. Ideias que me foram surgindo, a mim mesma, quando pensei sobre o assunto. Uma delas era sobre um calendário do Advento com actividades familiares em vez de chocolates ou prendinhas. Isto, no último ano, tornou-se extremamente importante para mim, com o nascimento da nossa pequenina. Estarmos todos juntos.

 

E, portanto, Dezembro já começou! Infelizmente, a montagem da árvore de Natal teve de ser adiada uma vez que o papá tem estado fora. De qualquer forma, eu e a bebé temos cumprido o ritual e as tarefas!

 

No primeiro dia, tínhamos de criar um presépio com materiais que tivessemos cá por casa. Depois de retirar algumas ideias online metemos mãos à obra! Utilizamos rolhas de cortiça, restos de tecido, botões velhos, um colar de madeira estragado, um pauzinho de madeira que apanhamos no parque e um pedaço de algodão que ainda tinha perdido cá por casa. A base do presépio é uma base de copos (que depois vai voltar para a sua função original). A pequena H. adorou espalhar tudo pelo chão! 

E é com orgulho que vos apresento...

 

...o nosso presépio!

 

IMG_20171201_151019.jpg

 

 

No segundo dia tinhamos como tarefa montar a prenda da Salsa, a nossa chihuahua. Todos os anos ofereço uma nova caminha à Salsinha. Isto porque ela acha que a cama é um óptimo objecto para roer ou para "escavar". Ano após ano, temos sempre uma cama em ruínas. Este não foi excepção. Mas, em vez de comprar uma cama igual a todas as outras, decidi comprar um cesto de verga resistente, uma boa mantinha e, depois, utilizar uma almofada velha que aqui tenho e uma fronha tingida. O resultado, esteticamente, foi muuuuito melhor que qualquer uma das caminhas que lhe tenho comprado até agora. E ela adorou!

No futuro, é só ir mudando as almofadas por almofadas nossas que vão ficando velhas. Acredito que o cesto de verga se vá aguentar! É, também, muito mais fácil de limpar.

 

E a Salsa ficou feliz!

 

IMG_20171202_163329.jpg

 

IMG_20171202_164255.jpg

 

E, para aquecer as noites que vão ficando gélidas, tenho feito um latte de camomila e alfazema. Delicioso!

 

IMG_20171202_224225.jpg

 

Num fervedor, deita-se a quantidade de leite pretendida (leite de vaca ou vegetal) e um bocado de camomila seca e alfazema (a gosto). Deixa-se aquecer bem, mas sem deixar ferver.

Coa-se o preparado para uma caneca e podem adoçar com uma colher de mel. 

 

IMG_20171202_224152.jpg

 

IMG_20171202_224531.jpg

 

Que venham os próximos dias e as próximas actividades!

I am ready!

 

 

Follow

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

A Ler

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D

    Website translation